Angra Dos Reis…Que pena!( novidades no caso)

Seja o primeiro a comentar |

Angra dos Reis…Que pena!- E mais novidades no caso.



Uma expedição de elite. Gente de elite, mergulhadores de elite, companheiros diferenciados…
Tudo seria maravilhoso somando aos 35 graus e um feriadão que prometia, ser inesquecível.
Nada errado com a operação mergulho e nossos trabalhos já conhecidos de 25 anos no setor de turismo especializado, sempre evoluindo com pessoal capacitado, instrutores profissionais de mergulho, e fisiologistas, utilizando nossos próprios equipamentos e base para evitar contratempos com falha de operação que já tivemos antes, Nada de errado com as maravilhas de Angra dos Reis. Mas, uma lamentável surpresa pra gente, tem sido  a  falta de proteção ao turismo em Angra. Parece que tudo anda na contramão. Depois de tantos anos operando em Angra, não vimos ainda uma melhoria por parte das autoridades local, na questão ” Fiscalização”. Barcos de aluguel irregulares, falta de qualificação, profissional, falta de manutenção, falta de pontualidade, etc.
Pousadas irregulares e clandestinas, não fiscalizadas, avassaladora ganância nos períodos de temporada, falta de profissionalismo em tudo, e falta de aplicação das leis ( Lei geral do turismo) estabelecidas pela legislação, apesar do obrigatório CADASTUR, exigido pelo ministério do turismo que obriga que todo profissional que opera na área de turismo, tenha qualificação comprovada, estabelecimentos rigorosamente cadastrados, permitindo todo respeito e respeitando todos os direitos que determina o Código do consumidor, aplicado ao código do turismo.
Infelizmente, esbarramos nessa armadilha de “pacote” de alta temporada, e nos foi oferecido “um anexo”, de uma pousada que já conhecíamos, e que estava com capacidade lotada. Aceitamos o anexo, que nos foi oferecido, mas era uma verdadeira armadilha (Uma casa locada de terceiros pela pousada e repassada ao nosso grupo como se fosse um tal anexo com o mesmo padrão) Não era… não tinha siquer registros e alvará como pousada, não comportava grupos grandes, não tinha saneamento e rede de esgoto suficiente, enfim, o que era pra ser um pacote, se transformou no “embrulho de 20 de abril”). Denunciamos a Secretaria de Turismo de Angra, denunciamos as péssimas condições, enviamos relatório ao prefeito Tuca Jordão, relatando toda má fé e inúmeros crimes cometidos contra o consumidor. Chamamos a atenção para o despreparo das autoridade locais, em fiscalizar, e enviamos nossas denuncias ao ministério do turismo… A secretaría municipal ligada ao turismo, se limitou a acatar uma “cartinha de esclarecimento dos acusados”, relatando um versão absurda, que não os isenta da responsabilidade civil, mas foi acatado pela secretaria mesmo depois das denúncias da ilegalidade do “anexo” devendo ela, aplicar a lei, autuar, e encaminhar o caso ao ministério publico, para que episódios como este sejam reprimidos. Protegendo assim não só o turismo de maneira geral, como preservando aqueles comerciantes de boa fé, profissionais qualificados, éticos e sérios que lutam pelo desenvolvimento da cidade, dando aos agentes de turismo que lutam o ano todo para agradar seus clientes, a garantia de oferecer serviços de qualidade, segurança, e reciprocidade nas parcerias. Lutamos muito para fazer valer nossos direitos de cidadania, pois a vontade políticia de fiscalizar em Angra dos Reis, é muito pequena, tanto por parte do municipio, quanto por parte da Capitania de Portos, que só aparece quando acontece eventos e presença de populares. Enfim, estamos buscando na justiça, o que a prefeitura local deveria  fazer, para evitar os contrangimentos por quais passamos. Nossos direitos e os direitos de nossos clientes, cobrados na justiça, é a melhor forma de mostrar a esses oportunistas que agem de má fé, motivados pela ganância avassaladora, e pelas facilidades em lesar o consumidor, que este país esta mudando, e turismo aqui, não é mais para oportunistas e amadores…

Nota do acontecimento.

Pois é. A novidade é que este pais não é o mesmo. Está havendo justiça. Responsaveis pela pousada em questao, estão respondendo judicialmente pelos crimes cometidos contra a lei do c0nsumidor. Foram autuados pela prefeitura local, por motivos de nossas denuncias, e aconselhamos que todos que se sentirem prejudicados pela má fé, e pela cultura da ganancia, e da vantagem de espertalhões; que denunciem. Só assim nos sentiremos protegidos pelo amparo da lei, e consequentemente fortalecemos os bons profissionais que oferecem serviços de qualidade.

AUDIENCIA DE JULGAMENTO MARCADO PARA DIA 17/11/2011 AS 17 HORAS. VEREMOS SE JUSTIÇA SERÁ FEITA…

CURIOSIDADE NA AUDIENCIA, NO PROCESSO ANGRA…

Pois é. Por incrível que pareça, tive que responder peguntas, insinuada pelo requerido desse tipo … “ ( sobre ausencia de coletes salva vidas a bordo)… se eu não havia procurado pelo barco nas gavetas, nos armários etc, os coletes salva vidas obrigatorio, e que no dia que usamos o barco não existiam, e que foi um dos motivos de nossa denuncia”, e como manda a lei: coletes não se guardam em gavetas, e devem ser expostos em lugar visível para uso em caso de emergencia… Aliás são esses argumentos que os contraventores que expoem os turistas a riscos constantes, sempre argumentam usando para isso um advogado de honorários caríssimos, e que habitualmente subestimam juizes com seus argumentos equivocados, facilitados pela fraquissima fiscalização da Capitania de Portos, e pela desorganização das autoridades publicas municipais de Angra na aplicação das leis, e montam o palco para a impunidade… Por este motivo, conhecendo Angra dos Reis como conheço,e a fraquissima atuação das autoridades de Angra  em fiscalizar e punir,  optamos por propor a ação em Ribeirão Preto… Aqui não tem impunidade e trafico de influencia, haverá um julgamento justo, e abrimos uma discussão sobre acidentes que ocorrem no mar. Estamos fazendo nossa parte.

ANTONIO SANTOS TC.


 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>